Skip to main content

Como evitar os problemas do Diesel S10?

shutterstock_405236368

O óleo diesel é um dos combustíveis mais usados em todo o mundo, nos mais diferentes segmentos, desde o combustível do dia a dia ao uso em grandes indústrias. Os mais comuns são o tradicional S500 e, mais recente, o S10, que vem sendo comercializado no Brasil desde janeiro de 2014.

Será que existem muitas diferenças entre ambos os tipos? E aqueles problemas comuns que acontecem com o S500, também podem acontecer com o S10? Os aditivos também funcionam para o S10, ou tem que ser algum produto diferente? Vamos falar sobre tudo isso a seguir.

Mas antes, quais as diferenças entre o diesel S500 e diesel S10?

O S500 é o diesel mais comum encontrado nos postos; conta com o teor máximo de enxofre estabelecido por regulamentação (medida da ANP a fim de causar menos danos ao meio ambiente); outra característica é a baixa quantidade de cetano, químico usado nos óleos mais modernos para melhorar a combustão; e é recomendado para veículos fabricados até 2012.

shutterstock_1055562905

Quanto ao diesel S10, este faz parte dos óleos biodiesel aprimorados, com um teor baixíssimo de enxofre que deixa o óleo mais exposto ao surgimento de microorganismos e demais problemas (veremos a seguir); possui mais quantidade de cetano; e seu benefícios são melhor aproveitados em modelos de veículos otimizados (depois de 2012) para receber o S10.

Em suma, as principais diferenças são:

  1. Grau de poluição: Como o S500 tem mais enxofre, o S10 é bem menos poluente; sendo assim, o S10 é ecologicamente mais correto.
  2. Coloração: O S500 possui cor vermelha e, para evitar fraudes, obrigatoriamente, o S10 deve ter cor amarela.
  3. Melhor desempenho: Veículos com S10 têm melhor desempenho devido à maior quantidade de cetano presente na fórmula, o que significa mais qualidade na ignição e melhor combustão.
  4. Durabilidade do motor: Como o S10 tem menos enxofre, ele corrói menos as peças do motor, portanto oferece mais durabilidade.
  5. Sedimentos no tanque: O S10 contém mais hidrogênio que o S500, o que significa maior capacidade solvente para os sedimentos que se acumulam no tanque e no sistema de combustível.

Fonte: Royal FIC.

shutterstock_599557112

Quais problemas podem acontecer com o diesel S10?

A princípio, comparando os óleos, percebe-se que o diesel S10 possui vantagens com relação ao diesel S500, no entanto isso não o torna imune aos problemas comuns que acontecem com a degradação do diesel, seja qual tipo for. Sim, as chances dos problemas são menores no S10 devido à sua composição química, mas tais problemas também podem acontecer:

  1. Presença de água decorrente da condensação;
  2. Presença de sedimentos (gomas e borras) nos tanques de armazenamento;
  3. Surgimento de ceras cristalizadas que obstruem filtros e tubulações;
  4. Maior consumo de combustível e baixo desempenho do motor;
  5. Desenvolvimento de microorganismos devido à presença de água;
  6. Maior emissão de fumaça preta;
  7. Necessidade de mais gastos com manutenção e troca de peças; e muitos outros.

Grande parte dos problemas é relativo ao efeito corrosivo que o óleo contaminado e impuro causam ao motor e sistemas adjacentes. Mas e aí? Mesmo usando um diesel melhor, como o S10, como evitar todos esses problemas? O tópico a seguir traz a solução contra tudo isso.

 

E como evitar os problemas do diesel S10?

Como tem baixo teor de enxofre, o diesel S10 precisa dos cuidados e manuseio corretos, caso contrário, a sua degradação pode ser ainda mais rápida do que o S500. Sendo assim, uma boa solução para evitar tais problemas citados acima é investir num aditivo de alta qualidade, com efeito purificador, para eliminar todas as possibilidades de contaminação e corrosão, além de gastos com reparos e manutenções. Com um bom aditivo, é possível adquirir as seguintes vantagens:

  1. Eliminar a água do combustível;
  2. Reduz necessidade de manutenção, troca de peças e demais gastos;
  3. Impede surgimento de ceras cristalizadas;
  4. Melhora ponto de fluidez;
  5. Aumenta a vida útil e otimiza a potência dos motores/equipamentos;
  6. Efeito antioxidante no diesel;
  7. Efeito bactericida para inibir os microorganismos;
  8. Efeito detergente que dissolve os sedimentos;
  9. Reduz fumaça preta; dentre outras.shutterstock_197044538

Extra: Como escolher um aditivo de confiança no mercado?

Em meio a tanta concorrência e fraudes, o segredo é verificar a marca do produto, experiência de mercado, comparar antes e depois de testes realizados até que você se certifique da qualidade. E quem escolhe o Xp³ fica seguro quanto a tudo isso.

Todos esses benefícios primordiais que um bom aditivo precisa ter, o Xp³ garante para seu diesel. Se você faz parte dos segmentos Agrícola, Termoelétrico, Ferroviário, Transportadoras e Frotistas, Mineração, Distribuição de combustíveis ou Naval, conte o Xp³ para manter a qualidade do seu diesel, seja S10, S500 ou qualquer outro.

Confira tudo sobre a linha completa do Xp³ clicando aqui.



Share article on